Friday, June 13, 2008

Esparguete thai de courgette e cenoura.

Isto faz-me tão feliz... Vocês nem imaginam. No outro dia passeava por um blog e deparei-me com um post onde uma senhora contava que volta e meia comia esparguete de courgette. Atenção, não é esparguete com courgettes, é courgette cortada em juliana a fazer a vez do esparguete. Para mim isso não podia fazer mais sentido, cada vez gosto mais de comer vegetais crus ou quase quase crus, e a cougette é um daqueles vegetais que passou a fazer parte constante das minhas saladas. Anyway, no dito post a senhora explicava que conseguía fazer as tiras de courgette com um acessório que não é mais do que uma espécie de um descascador de vegetais com umas lâminas perpendiculares. Infelizmente não foi capaz de lhe dar um nome e eu passei demasiado tempo a tentar teimosamente perceber onde raios é que se poderia arranjar uma coisa daquelas. Por fim lá descobri que em português o dito instrumento se chamaria cortador em Juliana e que, mais importante, a Tupperware vende um que parecia fixe. Portanto, um dia destes fui ao Saldanha Residence de propósito, ao stand da Tupperware e tornei-me na feliz proprietária de um descascador em Juliana :) (10,40€ com 15% de desconto).


Mas afinal o que fazer com ele? Na receita que tinha visto, a senhora fazia esparguete de courgette com molho japonês. Eu sou mais menina de tailandês e portanto fiz esparguette de courgette e cenoura à tailandesa. Fica aqui a receita:


- Uma cougette pequena (o importante é a largura, convém não ser mais larga do que um normal descascador de vegetais.)
- Uma cenoura (esta convém ser grossa, porque é mais dura e difícil de cortar, e há sempre uma parte no meio que não se consegue cortar como deve ser)
- Coentros
- Azeite
- molho de soja
- molho de peixe
- açúcar mascavado
- 1 dente de alho
- meia lima
- sementes de sésamo

Corta-se a courgette e a cenoura em juliana e coloca-se numa taça. À parte mistura-se uma colher e meia de sopa de azeite com uma colher de sopa de molho de soja, uma colher de sopa de molho de peixe, o sumo de meio limão e uma colher de chá de açúcar mascavado. Junta-se também o dente de alho esmigalhado. Mistura-se bem e deita-se em cima das verduras. Pica-se os coentros e deita-se por cima. Mistura-se. Tostam-se ligeiramente as sementes de sésamo numa frigideira quente e coloca-se por cima (na foto está uma versão com amêndoa em lascas, mas sésamo é melhor).


Uma delícia. Pode ser servido como salada, ou comido como prato principal. Neste segundo caso eu costumo comer com um pacote de crackers, porque se não fico com fome demasiado depressa. O molho tailandês é muito fácil de fazer, mesmo para quem não tem o típico molho de peixe tailandês... o truque é lembrar-se que precisa de 1) óleo (azeite ou óleo de girassol, por exemplo), um molho salgado (molho de soja ou molho de peixe), algo doce (mel ou açúcar mascavado), algo ácido (sumo de lima, limão, ou vinagre) e depois, facultativamente, alho, gengibre fresco ralado, malagueta fresca picada ou coentros picados etc... Dá para variar de acordo com os gostos pessoais.

Muito bom. Aqui em baixo está uma outra versão com camarões e molho picante.

4 comentários:

fili June 16, 2008 at 3:13 AM  

ai mulher, fico com água na boca tão cedo...

Anonymous June 16, 2008 at 3:31 PM  

Obrigada, Jussara. Nao sou uma pessoa muito inspirada na cozinha... Isto é uma pérola!!! Vou tentar...

Rute

Anonymous July 16, 2008 at 4:48 AM  

Obrigado pelas dicas, irei certamente por em pratica as receitas que aqui deixou. Só queria colocar uma questão caso saiba responder: Optei pela substituição da batata pela courgette e como pensei que deveria de ser descascada, procedi a faze-lo....qual nao é o meu espanto que a goma libertada fez-me cair a pele das maõs literalmente. Sabia dessa reação?

luis July 16, 2008 at 4:50 AM  

podera responder-me caso queira e saiba. Obrigado

  © Blogger template 'Isolation' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP