Monday, May 19, 2008

Terence Davies

Uma das razões que me levou a ir ver o Distant voices/Still Lives foi o facto de ter lido em vários blogs e jornais que um novo filme do Terence Davies ia estrear em Cannes e que, tendo em conta que o realizador não fazia um filme há 8 anos, essa era de facto a melhor notícia de todo o festival.

Na verdade o realizador não me era estranho. Eu lembro-me de quando Distant Voices/ Still Lives estreou (ganhou o prémio internacional da crítica em Cannes esse ano), apesar de não ter visto o filme, e descobri recentemente que vi por acaso o ultimo filme do realizador, The House of the Mirth, uma noite, por acaso, quando estava no Algarve. Um filme lindíssimo, mas terrivelmente angustiante, adaptação de uma história trágica da escritora Edith Wharton (já adaptada por Martin Scorsese no "The Age of Innocence"). Agora é claro estou cheia de vontade de o voltar a ver de forma menos casual.

Mas bom, tudo isto para dizer que este último filme do Terence Davies apresentado em Cannes é um documentário sobre Liverpool, Of time and the city...

Of Time and the City is both a love song and eulogy to the director's birthplace - Liverpool. It is also a response to memory, reflection and the experience of losing a sense of place as skylines change and time takes its toll.

...que quem viu diz ser absolutamente lindíssimo.

Ficam aqui algumas críticas.

Aqui uma entrevista com o realizador.

E aqui, o site do filme, onde se pode ver um trailer lindíssimo.

3 comentários:

fili May 20, 2008 at 3:22 AM  

ai tão bom... mas n deve estrear cá... vemos na parede da clara?

Ju May 20, 2008 at 4:51 PM  

hum... tenho a sensação que este filme será difícil de achar, mesmo na net... Talvez o DocLisboa nos traga boas notícias.

scarlett May 23, 2008 at 4:37 AM  

eu vi... e por acaso ate estou a vender o filme!!!

  © Blogger template 'Isolation' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP